Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O destino das pequenas livrarias

por Ana Gabriela A. S. Fernandes, em 14.04.09

 

You've Got Mail não desenvolveu tanto a ideia de simulação, como o original The Shop Around the Corner, mas acompanhou a versão original.

Sim, You've Got Mail não seguiu o caminho da simulação que a internet permite até ao limite, em que as pessoas constroem identidades e fantasiam vidas interessantes. Fixou-se essencialmente na sensação confortável de quem fala com um desconhecido e depois, na sensação vantajosa de quem já sabe quem é o outro masnão se descose.

Aqui as personagens da Meg Ryan e do Tom Hanks limitam-se a esconder-se por trás dessa situação confortável, mas não pretendem desviar-se da autenticidade.

Tom Hanks, aliás, revela-se até bem mais sensível e vulnerável do que Jimmy Stewart (bem mais sinuoso e auto-confiante), o que não cola lá muito bem com a sua faceta de empresário implacável.

De qualquer modo, o tom geral de You've Got Mail é de comédia romântica, sem pretensões de aprofundar o tema.

 

As personagens secundárias estão aqui bem conseguidas, refiro-me aos respectivos namorados, ambos ligados à vida cultural da cidade: um, crítico cultural, um pouco (muito?) vaidoso, mas ainda assim, leal e generoso; outro, editora de sucesso, ambiciosa, hiperactiva, e com olho para descobrir talentos.

 

Alguns momentos fabulosos:

- um, hilariante: a cena em que o namorado da Meg Ryan é entrevistado na televisão e fica todo babado com a atenção (e atracção) que exerce na jornalista. Os comentários da Meg Ryan, a assistir à gravação do programa, são mesmo fora de série!

- um momento crítico em que, por pouco, a tia e o sobrinho do Tom Hanks não denunciam a sua verdadeira identidade, quando o miúdo soletra F-O-X na livraria da Meg Ryan.

- a avaria do elevador, que deixa encravados Tom Hanks, a namorada e o recepcionista. É aqui que Tom Hanks se confronta consigo próprio e as suas novas prioridades.

 

Interessante no filme é o destino das pequenas livrarias. A sua atmosfera própria, o calor humano lá dentro, leituras de histórias infantis, dedicação e carinho nos pormenores... engolidas ou erradicadas do mapa pelos grandes espaços comerciais.

Essa é, a meu ver, a perspectiva mais interessante do filme.

As pequenas livrarias, o seu tempo próprio, a sua atmosfera, a acompanhar as pessoas, as suas vidas, as suas rotinas, as suas preferências... e até a antecipar-se, com sugestões...

À dimensão humana.

 

 

 

Obs.: Dois outros filmes mostram-nos livrarias assim...

Um, Turtle Diary (1985), com o Ben Kingsley (empregado numa livraria) e a Glenda Jackson (escritora em crise criativa) a libertar duas tartarugas gigantes no mar, com a ajuda preciosa (e de retaguarda) do Michael Gambon (o tratador delas no zoo). Cumplicidades poéticas...

Outro, Notting Hill (1999), com o Hugh Grant (o livreiro) e a Julie Roberts (famosa actriz americana, refiro-me à sua personagem no filme)...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:32



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D